Posted in Portuguese

Segredos da Língua Portuguesa (Marco Neves) #5

Este capitulo lida com a família de línguas que inclui o português. O autor desenvolve ainda mais o tema das línguas regionais iniciado no capítulo 4. Infelizmente, não tenho conhecimento o suficiente da geografia e as línguas da Península Ibérica para entender tudo. Por exemplo, confesso que nunca tinha ouvido falar do Couto Misto, um micro-estado que existia na fronteira entre Portugal e Espanha até ao século XIX, e embora seja sempre interessante aprender coisas novas, não consegui compreender todas as informações sobre as subtilezas do sotaque, ortografia e cultura da região que, ao que parece, seria interessante ou até desafiante para os lusófonos. Ora bem, é falta minha, e talvez um dia se torne mais nítido mas nesta altura, houve grandes partes que não penetraram na minha ignorância!

Cá para mim, a coisa mais interessante é a história alternativa que começa na página 99, em que o autor tenta fornecer uma resposta à pergunta “Como é que a língua portuguesa teria sido diferente se Portugal não tivesse ganho a sua independência da Espanha em 1640?”) Claro isto é muito especulativo, mas apesar disso é muito interessante e ilumina os acidentes de história que separam as línguas umas das outras e eleva algumas ao estado de “língua nacional” enquanto que outras se tornam dialectos.

 

Thanks Fernanda for the corrections

Author:

Just a data nerd

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s