Posted in English, Portuguese

Some corrections

Here are some short texts with footnotes pointing out some of the gotchas.

Aprendizagem de Uma Croma*

Estou a ensinar a minha filha a escrever código python. Leva sempre** três vezes mais tempo do que é necessário porque lhe falta a confiança*** e de cada vez que experimentamos uma coisa nova ela começa com “Ó pai, não consiiiigo, não é posííível” e por aí a diante até que ela olha novamente e repara na solução.

Hoje, programámos o “jogo da velha****” e durante os férias*****, vamos fazer um jogo antigo tipo arcade, chamado Snake (“Cobra”). Valha-me Deus! Irei precisar de tanta paciência.

Monty Python
Not that kind of python

*=Cromo/a means nerd

**=Leva sempre not sempre leva. “It takes always…” not “It always takes…”

***=I always find the construction of this kind of sentence difficult because it’s so far from English. We’d say “she lacks confidence” but in Portuguese it’s more like “confidence is lacking to her”

****=noughts and crosses /tic tac toe

*****=There are different words for holiday and they have different meanings so it’s worth taking time to pick the right one. Férias =time off work, so it’s the correct word here because I’m talking about the couple of weeks off school. There’s also “Feriado” which is a statutory holiday such as Christmas day itself, New Year etc. And finally there’s “Festas” which is more like a party ora celebration but “Boas Festas” os the nearest Portuguese equivalent to the American “Happy Holidays”

Um Caminho Longo

Ontem, dei uma voltinha daqui ao outro lado da cidade. O meu percurso seguiu as curvas do Rio Tamisa desde Richmond (ao oeste) até à* barreira contra inundações (ao leste) o meu plano era fazer a viagem de ida e volta que teria sido 50 milhas, mas depois de chegar à meta, estava com bolhas nos pés e as minhas pernas estavam rígidas e sem vida. Manquei mais cinco milhas mas não me senti capaz de regressar, portanto virei para a estação e fui de comboio para casa.

*=The “from” and “to” is interesting since the words used are “desde” (which is also used to mean “since”) and até (which usually means “until”). On top of that, it’s not just “até” but “até a/à” – until to (the) barrier.

I also learned a new word “entrevado” which describes the state I was in when my legs had ceased working: crippled.

The Coliniad

A Festa de Natal

Eu e o meu irmão falámos com o nosso pai ontem. Ele disse que não culpa o governo pelas festas de natal do ano passado, uma das quais teve lugar no apartamento do primeiro ministro e outras nos escritórios dos funcionários quando o mundo estava em plena crise.

Nós ficámos espantados. Posso perdoar muito na resposta à pandemia que apanhou muitos países de surpresa, mas isso vai alem* do que é aceitável na minha opinião. Traíram a nossa confiança.

*This was suggested as an improvement to my “é fora” – it’s outside of what’s acceptable. Instead, it says it goes beyond what’s acceptable.

Author:

Just a data nerd

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s