Posted in Portuguese

A Vacina

Annotated text about getting vaccinated with some notes at the bottom. Thanks ThisCatIsConfused for the corrections

Eu e a minha esposa estamos na fila fora do centro de lazer*. Estamos à espera da segunda dose da vacina contra covid 19. Ficamos muito contente por finalmente estarmos** protegidos do vírus que causou tanto transtorno durante o último ano e meio. Há quem tem*** dúvidas, ou até desconfia das**** vacinas por causa de falta de entendimento da ciência e isso é compreensível mas errado!
Claro está que esta situação apanhou os nossos governos mal preparados. Ninguém no oeste previu esta doença embora muitos cientistas tivessem avisado que uma pandemia é sempre um risco neste mundo de trânsito aéreo e fronteiras abertas.

Ainda que tenhamos falhado completamente neste primeiro teste, ao menos os cientistas reagiram sem hesitação e os serviços de saúde, com ajuda dum exército de voluntários***** conseguiram aceitar o desafio de lidar com os problemas logísticos causados pela necessidade de colocar duas dozes da vacina em cada braço esquerdo em cada país!

*=the correction changes this to Centro de Saúde, which makes sense, but it actually was a leisure centre! Weird but true!

**=I wrote sermos because we’re permanently (?) protected. Bad Call!

***=”há quem” is one of those phrases that I always want to pluralise. “There are those who have doubts” sounds like it refers to many people but in Portuguese it’s “há quem tem dúvidas” as if it was just one person or if that mass of people were acting as a unit.

****=my natural inclination was to write this as “desconfiar a vacina” (distrust the vaccine) or maybe “desconfiar na vacina” (lack trust IN the vaccine) but the correct way is “desconfiar da vacina” (distrust OF the vaccine) which ties back to previous remarks bout differences between PT and EN uses of prepositions…

*****=I did wonder if “An army of volunteers” would be an expression in Portuguese, but the corrector seemed to know what I was talking about so that’s OK. It’s intuitive enough, I guess.

Posted in Portuguese

Máscaras.

Amanhã vou para Aylesbury, uma pequena cidade inglesa. Vou para lá todas as semanas. Recentemente comecei a usar uma máscara cirúrgica quando ando de comboio por causa da nova variedade do coronavírus. Existem poucos casos cá em Inglaterra e ainda menos lá em Portugal, mas na minha opinião, vale a pena termos precauções desde muito cedo no procedimento da doença para não a deixar espalhar-se. Claro, muitas pessoas olham-me como se fosse maluco e talvez tenham razão mas não me importo.

Além de usar uma máscara, é importante lavar as mãos com cuidado, sobretudo antes de comer.