Posted in Portuguese

Cem Quilómetros Numa Bicla

Here are a couple of short texts written on the aftermath of my recent overnight sponsored cycle ride, when I was feeling completely Entramelado Thanks to Cataphract for the help.

Part 1

Ciclistas na cidade

Fiz um treino ontem*: andei de bicicleta durante 8 horas. Comecei às 23h e cheguei a meta às 7 desta manhã. Cem quilómetros, sobrinhos! O evento chama-se “Nightrider” (hum… Ciclista noturno?) Gostei imenso, mas as minhas pernas estão tão cansadas e quanto às minhas nádegas… Tanta dor!

Depois do evento, a empresa ofereceu uma sanduíche de fiambre mas foi nojenta. “Que se lixe” pensei eu, atirando-a para o lixo. Fui à procura de algo mais agradável.

*It was Saturday to Friday really but I wrote the original text a few days ago

Part 2

Some guy in a cycling helmet
See what I mean?

Às vezes, quando tomei parte em corridas, os anfitriões arranjam uma empresa fotográfica para tirar fotos oficiais para que os participantes possam comprar fotos do seu momento de glória. Os organizadores da maratona de ciclismo de há uns dias fizeram a mesma coisa mas nos estávamos todos vestidos de capacete e ninguém parece bonito numa coisa dessas. Duvido que vendam muitas.

Posted in Portuguese

Não Estou A Deitar Fora O Meu Tiro

Ontem à noite, eu a família fomos ao teatro Victoria Palace para vermos uma apresentação duma peça de teatro chamada “Hamilton”. Para quem não sabe, trata-se de um musical americano que conta a história de Alexander Hamilton, um dos participantes na revolução contra os ingleses*, que passou a primeiro Ministro das Finanças daquele país depois da guerra. Foi escrito por Lin-Manuel Miranda, que também escreveu a música de várias outras obras, incluindo o Moana da Disney. Já conhecíamos todas as músicas da banda sonora e já adorávamos todas mas não estávamos preparados para a maravilha de ver o espectáculo inteiro no palco.

30841459_168638920516189_8974256782566227968_n(1)

Como devem saber, no elenco da peça, há um único actor branco – o Rei Jorge Terceiro. Todos os outros são negros, hispânicos ou de raça mista. Isto deixa a história tornar-se um veículo para vários pontos políticos sobre a história do país e o seu povo, de imigração e liberdade. É simultaneamente uma crítica ao país, um grande elogio a ele, uma lição de cidadania e muito mais! Aqui em Londres, donde vinham os “vilões” da peça, Hamilton, o herói foi protagonizado por Jamael Westman, um actor bastante novo. Na produção original em Nova Iorque, toda a gente era americana, e o único inglês – o rei – precisou de falar com um sotaque diferente, mas neste caso, Hamilton, Burr e o resto da companhia teve que falar com sotaques estrangeiros, e apenas o Rei pôde utilizar a sua própria voz. Gostei sobretudo do Burr (um dos maiores antagonistas, e também o narrador) e a Eliza, mulher de Hamilton, mas todos representaram muito bem: dançaram, cantaram e fizeram tudo com uma precisão perfeita. Foi tão dinâmico, tão bem feito, que embora conhecêssemos a história e as canções, ficámos boquiabertos. Chorámos, rimos, batemos palmas sem fim. A minha filha apaixonou-se pelo Philip (o filho) e 3481 lençóis de papel ficaram molhados de lágrimas.

Enfim, gostámos do espectáculo.

31255908_162169277794078_7082145211312242688_n(1)

*=Quando fizeram o terrível erro de sair do nosso império pacífico e benevolente. Não faço ideia porquê. Já que elegeram o Trump, talvez sintam arrependimento. Se pedirem, ainda consideraremos deixá-los entrar novamente. Não é tarde demais para mudarem de opinião.


Muito obrigado pela ajuda Fernanda

In case anyone’s wondering about the title, it’s a pointlessly literal translation of the phrase “I’m not throwing away my shot”, but it’s more like “I’m not throwing my gunshot in the bin” rather than “I’m not wasting my chance”, which would be more like “Não vou desperdiçar a minha oportunidade”