Posted in Portuguese

A Senhora do Tempo

Talvez já saiba que ontem foi anunciado o nome do décimo terceiro Doutor no série “Doctor Who”. Ou seja “da décima-terceira Doutora” porque o nome foi o duma actriz, a Jodie Whittaker.
Ela é uma actriz muito boa, que tem aparecido em Broadchurch com mais um Doutor outrora, o David Tennant.
Muitas pessoas ficaram desarrazoadamente* e surpreendentemente zangados por a decisão.

notebook_image_818949

Não sei porque. O doutor é um extraterrestre que tem trocado a sua forma 12 vezes até já. O seu inimigo, O Mestre, passou de homem para mulher. Por que não o Doutor também? Sem dúvida quando um personagem bem popular faz uma mudança, é difícil para os fãs. Eu ainda tenho saudades do Doutor dos anos setenta, o Tom Baker. Na minha imaginação, o Doutor usa um chapéu castanho e um cachecol comprido e colorido. Mas neste caso, o efeito está mais poderoso porque há elementos do sexismo misturado com a saudade. As redes sociais estão cheias de queixas.

* I’m told this word (which means “Unreasonably”) isn’t really used but I’m leavin’ it in anyway!

Posted in Portuguese

As Minhas Viagens no Espaço

tombaker
Não escutes as pessoas novas: isto é o verdadeiro Doutor

Alguém pediu-me para lhe contar uma história sobre uma viagem que querias de fazer”. Mas os fãs dos meus textos (sem dúvida há muitos!) sabem que tenho medo de voar e por isso não me apetece* fazer uma viagem de avião. Preferia fazer uma viagem para uma outro planeta de TARDIS com o meu herói “O Doutor”, do programa “Doctor Who”, protagonizado por Tom Baker.
-Mas o Senhor Colin – ouso-vos perguntar – isso é uma coisa estranha. Porque é que estais assustado em voar num avião mas não num TARDIS?
A resposta é siples. O TARDIS é o meio de transporte mais seguro no mundo. Ninguém nunca morreu num acidente de TARDIS. Isso _nunca_ aconteceu! Tenho de reconhecer que a minha viagem não seria 100% segura. Por exemplo, tendo chegado a uma planeta, teria um risco elevado de ser exterminado por alienígenas hostis, mas não me importo**. Ao menos evitaria os aviões.

*=I had apetecer mentally tagged as meaning “to feel like” as in “I don’t feel like going on a plane” but it’s reflexive so I guess cognate with “appeal” or “appetite”. “Não me apetece” (It doesn’t appeal to me) rather than “não apeteço” (I don’t appeal it)

**=Another surprising reflexive. I used this in the third person. thinking Não me importa=”It doesn’t matter to me” but it has to be in the first person: “Não me importo” = “I don’t find it important” or “I don’t care”