Posted in Portuguese

Cem Quilómetros Numa Bicla

Here are a couple of short texts written on the aftermath of my recent overnight sponsored cycle ride, when I was feeling completely Entramelado Thanks to Cataphract for the help.

Part 1

Ciclistas na cidade

Fiz um treino ontem*: andei de bicicleta durante 8 horas. Comecei às 23h e cheguei a meta às 7 desta manhã. Cem quilómetros, sobrinhos! O evento chama-se “Nightrider” (hum… Ciclista noturno?) Gostei imenso, mas as minhas pernas estão tão cansadas e quanto às minhas nádegas… Tanta dor!

Depois do evento, a empresa ofereceu uma sanduíche de fiambre mas foi nojenta. “Que se lixe” pensei eu, atirando-a para o lixo. Fui à procura de algo mais agradável.

*It was Saturday to Friday really but I wrote the original text a few days ago

Part 2

Some guy in a cycling helmet
See what I mean?

Às vezes, quando tomei parte em corridas, os anfitriões arranjam uma empresa fotográfica para tirar fotos oficiais para que os participantes possam comprar fotos do seu momento de glória. Os organizadores da maratona de ciclismo de há uns dias fizeram a mesma coisa mas nos estávamos todos vestidos de capacete e ninguém parece bonito numa coisa dessas. Duvido que vendam muitas.

Posted in Portuguese

Rosa Mota

First in a series of posts about famous (but not dead) portuguese people. Thanks to Butt_Roidholds for the corrections here.

Rosa Mota nasceu em 1952 e é conhecida* por ser uma das maiores atletas de sempre no campo da corrida. Uma série de vitórias em campeonatos ao nível de clubes de corrida e depois em concorrências regionais resultou, afinal, em ela ser selecionada para representar o país no Campeonato Europeu de Atletismo em Atenas em 1982, que era o primeiro ano em que havia uma maratona feminina. Apesar de não fazer parte do lote das favoritas, conseguiu ganhar a medalha de ouro.

Rosa Mota
Campeã

Nos anos seguintes, Rosa concorreu em corridas no palco mundial, inclusive em dois jogos olímpicos nos quais recebeu a medalha de bronze (Los Angeles, 1984) e de ouro (Seul, 1988).

Depois do final da sua carreira como maratonista, assumiu o papel de embaixatriz do desporto. Continuou a receber prémios e ser distinguida pelas suas conquistas no campo de corrida e pela sua participação em treinos** e em promoção de saúde.

*=I originally wrote “conhecido” which prompted someone to comment that she “seemed a bit masculine”. Hm… I don’t have a chin-stroking emoji on the laptop keyboard but I need one…

**=I wrote “treino” here but there’s obviously a slight difference between treino and training, in that treino seems to be more like a training session, so it’s distinct blocks of time, not a general program of training spanning a long period of time.

Posted in English, Portuguese

Vontade, Desejo

This is a short text trying to fit in as many expressions of will, intention or desire as possible. The expressions are from the Camões Institute’s C1 course. Thanks to Dani for the corrections.

Está nos meus planos fazer uma corrida daqui a três semanas. Tenho ideias de melhorar o meu desempenho da última corrida. Morro de vontade de manter uma velocidade alta durante a corrida inteira. Não suporto (a idea de) que* os meus tempos possam voltar a ser de mais do que uma hora como nas corridas do verão passado. Fiquei eufórico quando corri dez quilómetros em 55 minutos em outubro. Claro que preferia correr ainda mais rápido! Tenho ganas de ganhar a corrida mas não é provável e no fim das contas, deliro com cada corrida na qual ultrapasso os meus limites. Um dia claro cairia muito bem, e viria mesmo a calhar** se houvesse um vento forte nas minhas costas. Queira Deus que o clima*** esteja bom porque morro de aborrecimento quando corro em condições cinzentas e ventosas.

*=”I can’t bear (the idea) that…” This construction needs a noun immediately after it and when the verb does come, it’s subjunctive.

**=”vir a calhar” is a weird one and I think I got it wrong in the original text. Calha is a gutter so I took “vir a calhar” as something negative but it’s more like “being channelled in the right direction” so, like “cair muito bem” it has a sense of things turning out well by good luck. There’s a ciberdúvidas article about the expression if you want to know more. Anyway, the long and the short of it is, I made such a mess of this sentence that the marker didn’t really get what I was driving at at all 😔

***=I wanted to write “o tempo” but since that means “time” as well as “weather” it seems like it would be super-confusing here! Clima is more like “climate” than weather of course, so it sounds a little bit off.

Posted in Portuguese

Uma Corrida

Tenho tentado muitas vezes recentemente correr 10 quilómetros dentro de uma hora, mas em corrida após corrida os meus tempos tenho andado do lado errado da hora. Pois, tenho meio século*. Quiçá não deva estar assim tão chocado com** o meu declínio!
Mas enquanto há vida há esperança. Ontem finalmente atingi o meu objetivo. Depois de passar 5 semanas a treinar e a evitar hidratos de carbono e de ter perdido quatro quilogramas, fiz mais uma corrida num parque, à*”” chuva e cruzei a meta em 57:05. Muuuuiiito mais rápido do que o normal. Fiquei tão orgulhoso. Ainda há vida nestas pernas velhas.

(quando os organizadores deu me o meu número pessoal, foi 666. Que susto! Espero que a minha vitória não seja devida a Satã)

*=Tenho meio século sounds better than tenho um meio século – I have half century = I’m half (a) century old.

**=chocado com is another of those situations where the preposition isn’t what you expect. It’s “shocked with” not “shocked by”

***=and another! At the rain, not in the rain.

I got my clock time about 5 days later and it was even better! Under 56! Hail Satan!
Posted in Portuguese

O Desporto

Text about sport (written during Portugal’s game against Germany in Euro 2020/21) with notes at the bottom. Thanks go to ThisCatIsConfused for the correction.

Como já disse ontem, estou-me nas tintas para o futebol (mas espero que estejam a gostar de ver a vossa seleção a destruir a da Alemanha! Não se esquecem de beber apenas água durante o jogo)
Estou-me igualmente nas tintas para o críquete, e a maioria dos desportos colectivos mas gosto de correr e de remar. Os dois desportos têm a grande vantagem de serem actividades que se podem praticar sozinho. Quando corro, corro para ultrapassar o meu melhor tempo pessoal e quando remo só quero ficar no barco sem me mergulhar no rio!
Na minha idade, é importante manter o corpo activo para não ficar gordinho e com joelhos e ancas rígidos. Tentei correr em maratonas algumas vezes mas hoje em dia 10 quilometros bastam para me manter saudável sem o treino devorar o meu tempo todo!

Not much to say about this one except that the theme.of the day was “esporte” which I think is the Brazilian word. Desporto more used in Portugal.

Posted in Portuguese

A Corrida

No sábado passado, eu fiz uma corrida de dez quilómetros. Há dois anos costumava correr muito. Corria mais de* vinte quilómetros por semana. Até fiz umas maratonas. Mas hoje em dia, estou mais gordo e menos em forma. Por isso, custou muito para me preparar para este evento. Treinei três vezes por semana durante um mês, até consegui correr em volta do parque. O perímetro do parque tem um comprimento de 11 quilómetros e mais inclinações do que o percurso da corrida. Por isso, quando chegou o dia, senti-me forte o suficiente para correr numa velocidade relativamente alta sem recear que eu cansasse antes do final. Cruzei a linha de chegada dentro de uma hora e quarenta e oito segundos, que é longe do meu melhor desempenho pessoal de sempre, mas apesar disso, senti-me muito contente.

*=I wrote “mais do que” forgetting this recent post