Posted in Portuguese

Bird, Baby, Bird, Pisco Inferno

Lembras-te do pisco-de-peito-ruivo?
Depois de eu ter escrito o texto de ontem, o pássaro ficou ainda mais valente. Esvoaçou do topo da janela até ao candeeiro e daí de volta à cortina e pela janela fora. Que lata!

Robin
I mean, how heavy must he be to tip the lampshade like that?

Após algum tempo, levantei os olhos do portátil e lá estava o pássaro na estante a espreitar os livros. Até me engasguei. Bati as palmas para afastar o meu novo “inamigo”. Mas pelo menos somos ambos fãs de leitura. Talvez tivesse sido um bibliotecário numa vida passada. Há quem não acredite na reencarnação mas não negue à partida uma ciência que não conhece*.

* This is a reference to a TV psychic from the 90s called Alcina Lameiras. I’ll probably do a text about it in a day or two.

Posted in Portuguese

Pisco-De-Peito-Ruivo

Pisc-de-peito-ruivo (Robin)
O Pisco

Thanks for the corrections, Dani Morgenstern and Teafvigoli

Vivemos num apartamento no segundo andar e temos um alimentador de pássaros suspenso acima de uma janela.

Nos anos passados tivemos poucos visitantes. As vezes, um chapim-real faria um pausa no alimentador par comer umas sementes mas mais nada. Num certo ano um pombo lançou uma campanha de comer a ração toda ainda que fosse grande que fazia o alimentador balançar de uma maneira perturbadora, as suas tentativas foram muito divertido. Mas uma esmagadora maioria* de meses passaram sem atividade de lado de fora da janela. Os bolos de gordura permeneceram imbicados. Imbicados? É uma palavra? Pois, agora é.

De qualquer maneira, este ano, um pisco-de-peito-ruivo (também conhecido como pintarroxo, papo-ruivo ou papo-roxo) descobriu o alimentador. À manhã, das 8 para meio-dia mais ou menos, este passarinho aproxima-se à janela, pousa no alimentador, come alguma coisa, e descola na direção da janela. Bate no vidro com as asas e pernas e depois mergulha abaixo, desaparece durante uns minutos.

No início, achámos que o homenzinho queria entrar no apartamento. Mas após algum tempo começamos a perceber que o modo de bater na janela não era assim. Estava a ver o seu próprio reflexão e a interagir com o “outro” pisco, quer a tentar roubar-lhe as sementes, quer a atacar, não sei, mas os piscos são altemente territoriais.

Abri a janela e o comportamento da pisca mudou. Deixou de voar pelo espaço onde havia a janela. Em vez disso, pousa no beiral da janela para espreitar os livros e os móveis e a tralha dos humanos. Uma vez, ficou de pé num regador dentro da janela. Após um minuto, com a sua curiosidade satisfeita, virou-se e voou pela janela fora. É muito fofinho. Espero que isto continue, pelo menos durante algum tempo.

*=this phrase doesn’t really make sense here. It means “the overwhelming majority (of months)”. I just wanted to cram that esmagadora maioria in there somewhere.

Posted in Portuguese

Lagartos Voadores

Second lizard-related post in a row. It’s a new theme…
Vislumbrei esta montra em Londres no passado sábado. Não parece, realmente, uma ave mas é uma forma bem conhecido: representa um fóssil dum dinossauro chamado arqueopterix (se não me engano, Arqueopterix é o nome do papagaio de estimação de Astérix o Galo, não é?). Arqueopterix era um dinossauro pequeno com penas em vez de escamas. É provável que voasse, ou seja esvoaçasse, de árvore para árvore. Apesar deste fóssil ter sido descoberto em 1861, não costumávamos pensar nos dinossauros e nas aves como primos até recentemente. O filme (e livro, não se esqueça!) “Jurassic Park” popularizou a teoria. Hoje em dia, os cientistas já averiguaram que até o poderoso Tiranossauro tinha penas. Imagine! Que segredo constrangedor: o rei dos lagartos armou-se em ferocidade mas todos os seus amigos, o brontossauro, o tricerátopo e o anquilossauro tomaram-no, e riram-se. “Olha” diz o estegossauro (os estegossauros eram brutos, realmente, pá) “Aqui vem uma galinha”. Pobre Tiranossauro

Posted in Portuguese

Morte Na Horta

Another old one from iTalki, related to my recent post about blue-tits.

notebook_image_799823Esta vista é a mais trágica do meu fim de semana. Como mencionei há uns dias, um par de melharucos azuis fizeram um ninho na casa de pássaros na nossa horta. Infelizmente, quando lá cheguei hoje encontrei a caixa no chão na esquina oposta do lote. Apanhei-a e vi umas marcas de dentes na entrada. As formigas invadiram-na, então quando a abri e espreitei lá dentro, vi as penas azuis e amarelas no cadáver do passarinho. Acho que uma raposa encalhou sob* a cerca e arrastou-a para baixo a caixa para obter uma refeição. Por um lado, eu sei que é algo natural – “natureza rubra nos dentes e nas garras” mas por outro lado, sinto-me triste porque a morte do passarinho podia ter ser evitada se tivesse situado a caixa mais alta do que um metro e meio.

 

*=the marker changed this to “saltou” but no, I’m pretty sure it tunneled under, which is what this says.

Posted in English

Birds and Bad Words (Pássaros e Palavrões)

Today I had a lesson with a Portuguese teacher via Skype. She follows me on Instagram so she asked me about a picture I’d posted of some birds that have made a home in a nesting box on our allotment. So I described them, but I hit a problem fairly early on: I don’t know the names of many birds. Let’s see… umm… corvo (crow), pomba (pigeon), farm birds like Ganso, Pato, Galinha, Peru, um… what else? Ostrich, I think is avestruz, eagle is… águia (I needed spellcheck’s help even on that one), owl is coruja (I only know this from reading Harry Potter e a Pedra Filosofal), and melro-preto I know from a song is a blackbird. That’s about it. Sadly, the nesting birds were not blackbirds, nor owls, much less ostriches, so that put paid to that. So I went to my old friend google translate to find out how to say “blue tits”. If you’re british you know blue tits and great tits are real birds whose place in the comedy double-entendre pantheon of our island nation is inestimable. But the reason the liked of Benny Hill have been able to exploit their comic potential is that “tit” also means something else.

Here’s what I got:

bt_one

I was none the wiser. Should I just blurt it out and hope she didn’t burst out laughing? I blurted, while simultaneously plugging the words back into google search and was reassured to see lots of images of actual feathery blue tits.  This is one of those times when the choice of tools matters though because if I’d used Bing Translate I would have got this…

bt_two

…which actually does mean blue breasts (bit not the cruder “tetas” which is more of a direct equivalent for “tits”).

Bird names are a minefield, actually. There’s a bird called a shag and another called a booby. It’s almost as if, when Adam named all the animals, he started getting bored by the time he reached the birds and decided to see what he could get away with.

So what’s the message? Something about not letting Bill Gates teach you how to speak a language, I think.