Posted in Portuguese

História De Um Caracol Que Descobriu a Importância da Lentidão

Este livro juvenil é muito engraçado mas tem a sua própria escuridão. O Caracol do título vive no “País do Dente-de-Leão” (o nome dado ao prado dele). Num dia, perguntou-se: por que é que os caracóis são tão lentos? No processo de descoberta, adquiriu um nome (“Rebelde”) mas constatou algo mais preocupante: existiam seres humanos na área que pretendiam devastar o prado todo para construirem uma nova estrada. Portanto, o caracol herói avisou os outros bichos do prado. Depois, guiou a tribo de caracóis até a um novo País do Dente-de-Leão. No caminho para lá, os moluscos sofreram grandes transtornos, perigos e sofrimentos.
O enredo fez-me lembrar do Watership Down de Richard Adams, que também conta uma história de animais à procura dum novo lar por causa duma ameaça humana. Também superam dificuldades com ajuda dum pássaro (os coelhos do Watership Down têm ajuda duma gaivota, os caracóis de um mocho).
É muito divertido mas não esconde os factos da vida dos olhos do leitor!

Posted in Portuguese

As Aventuras do Barão Wrangel

Ri tanto enquanto li este livro. Tal como todos os livros de José Carlos Fernandes, a banda desenhada tem muitas frases no diálogo que são surrealistas e hilariantes. O Barão é um herói tradicional da época dourada, tipo Indiana Jones ou Tintim que percorre o mundo inteiro numa aventura picaresca. O rumo dele cruza com o de vários espiões, vilões, personagens sinistras do submundo e adeptos de sociedades secretas.

[spoiler]O final deixou-me ligeiramente insatisfeito. Admito que cabe bem o espírito pós-moderno do livro mas eu cresci numa dieta de BDs de Hergé, e queria ver o triunfo do Barão e a derrota dos seus inimigos![/spoiler]

Posted in Portuguese

Homens imprudentemente Poéticos – Valter Hugo Mãe

Mais um livro difícil. O meu pobre cérebro! Mas gostei muito deste livro apesar do esforço. Conta a história de dois japoneses, um oleiro e um artesão que faz leques. São vizinhos e tornam-se inimigos por causa duma previsão. Há elementos mágicos no enredo: fantasmas, ilusões, adivinhação. A cena mais impressionante (para mim) desenrola-se no fundo dum poço, onde um dos protagonistas passa uma semana acompanhado por uma fera desconhecida.

Enfim, adorei mas acho que preciso de alguma coisa mais fácil depois disto!

Posted in Portuguese

Lugar Maldito – André Oliveira

Comprei este livro numa livraria online, e confesso que, se tivesse visto a arte antes de comprá-lo, nunca teria agarrado. É difícil entender o fluxo da história por causa da baixa qualidade dos desenhos. Felizmente, a história em si não é assim tão má. Lembrou-me do “The Stand” (um livro de terror escrito por Stephen King) até certo ponto, embora as personagens sejam mais parecidas com os protagonistas do “Badlands”. 35630502._SX318_Um casal jovem está em fuga porque o homem cometeu um crime, e a polícia judiciária está à procura dele. Por isso, escondeu-se, com o bebé deles numa casa na terra do pai. Todos crê que esta casa é amaldiçoada. Muitas pessoas foram assassinadas lá, e os rumores dizem que a casa enlouquece qualquer pessoa que lá more. É isso mesmo que acontece, mas não me admirou: o namorado da mulher é um facínora. Chegou à casa com pouca comida mas com uísque suficiente, uma espingarda e cinco milhares de t-shirts (estou a exagerar mas não tanto assim…) com os logótipos de várias bandas fixes dos anos noventa. Portanto, quando o homem se enlouquece, ameaça a namorada e começa a atirar nos polícias não é nada surpreendente, nem chocante tal como a transformação do pai no “the Shining”.

Posted in English

Chulé, Madly, Deeply

Apparently there’s a specific word for the smell of stinky feet in Portuguese: Chulé.

Ricardo Araújo Pereira mentions it in “Estar Vivo Aleija” and wonders how “línguas bárbaras” like English manage without it in sentences like “Após a meia-maratona, os meus pés cheiravam a chulé”. We’d have to say “(they) smell of smelly feet” which would be tautologous.

If never come across the word before. As an example of an untranslatable word it’s not as impressive as “Saudade” but it’s much more fun.